[ editar artigo]

Tecnologias e soluções Valmet permitem aplicação da economia circular nas operações industriais

Tecnologias e soluções Valmet permitem aplicação da economia circular nas operações industriais

Sustentabilidade está no centro da estratégia de negócios e operações da da multinacional finlandesa

O processo industrial baseado na extração, manufatura e descarte (economia linear), tem sido substituído pela reutilização dos recursos e resíduos em diversas etapas da produção. Conhecida como economia circular, esse modelo sustentável busca evitar o desperdício de matéria e o esgotamento dos recursos naturais pelas indústrias. 

Com a necessidade de recuperar a economia em meio à crise da Covid-19, surge o debate sobre os caminhos para alcançar tal melhora. Nesse cenário, a reutilização sustentável de insumos, em várias frentes, tem sido a grande aposta das empresas ao redor do mundo. Para se ter uma ideia dessa tendência houve um aumento de 135% nas buscas por ‘economia circular’ no Google em 2020, em comparação com 2019. 

Disposta a combater dois grandes desafios mundiais, como a falta de recursos naturais e as mudanças climáticas, a economia circular foi destacada pelo Fórum de Ministros do Meio Ambiente em fevereiro deste ano, na Coalizão de Economia Circular, um projeto que une governos da América Latina e Caribe para recuperar a economia por meio de um crescimento sustentável. 

Na Valmet, principal desenvolvedora e fornecedora global de tecnologias de processo, automação e serviços para as indústrias de celulose, papel e energia, a economia circular é parte integrante das soluções, seguindo a missão de converter recursos renováveis em resultados sustentáveis. Para o diretor de Estratégia, Qualidade e Marketing da Valmet na América do Sul, Pedro Ferraz Paciornik, a economia circular é parte integrante das soluções da empresa. “A economia circular é uma forma de construir um futuro sustentável para nós, para os nossos clientes e toda a sociedade. Por exemplo, as tecnologias da Valmet são projetadas para usar água e matérias-primas da forma mais eficiente possível e nossas tecnologias também permitem substituir os combustíveis fósseis por energias renováveis”, afirma. 

Por meio da economia circular, as empresas podem usar e recuperar energia, água e produtos químicos de forma mais eficiente, além de diminuir o desperdício, usando fluxos colaterais de produção de outras aplicações, processos ou indústrias. Paciornik explica que, na Valmet, essas tecnologias ajudam a levar a economia circular adiante. “Nossos processos permitem a conversão de resíduos em energia e nossos serviços de automação ajudam os clientes a utilizarem essas tecnologias por décadas - com grande retorno financeiro e menor impacto ao meio ambiente. Por meio de design modular das máquinas e da engenharia inteligente, possibilitamos que o equipamento tenha múltiplos usos. A manutenção bem planejada e as substituições ou conversões parciais podem prolongar significativamente a vida útil do equipamento, o que contribui para medidas sustentáveis na indústria”, exemplifica. 

 

Sobre a Valmet

A Valmet é a principal desenvolvedora e fornecedora global de tecnologias de processo, automação e serviços para as indústrias de celulose, papel e energia. Sua atuação de tecnologia inclui fábricas de celulose, linhas de produção de papel, cartão e papel, além de usinas de energia para produção de bioenergia. Os serviços e soluções de automação melhoram a confiabilidade, o desempenho dos processos e aprimoram a utilização de matérias-primas e energia.

Em todo o mundo, a empresa finlandesa possui mais de 14 mil colaboradores diretos e, em 2019, as vendas líquidas foram de aproximadamente 3,5 bilhões de euros. A sede está localizada em Espoo, na Finlândia, e suas ações estão listadas na Nasdaq Helsinki. Na América do Sul, as unidades estão localizadas em Araucária (PR), Sorocaba (SP), Belo Horizonte (MG), Imperatriz (MA) e Concepción, no Chile. Mais informações: www.valmet.com.br.

Amo Curitiba
Ler conteúdo completo
Indicados para você