[ editar artigo]

Sistema de Transmissão Gralha Azul beneficia mais de 230 famílias de comunidades tradicionais quilombolas

Sistema de Transmissão Gralha Azul beneficia mais de 230 famílias de comunidades tradicionais quilombolas

Ao todo, cerca de 7 toneladas de alimentos e kits de prevenção à pandemia estão sendo distribuídos

Desde o início da implantação do Sistema de Transmissão Gralha Azul, no Paraná, a ENGIE vem buscando realizar ações sociais em diversas áreas. São atividades sociais, educacionais e filantrópicas em apoio às comunidades e aos municípios onde o projeto está inserido.

Um exemplo são as ações realizadas junto às cinco comunidades tradicionais quilombolas localizadas nas proximidades do Sistema, nos municípios de Guarapuava, Ivaí e Ponta Grossa. Nesta última semana de julho, a Companhia está realizando a doação de 235 cestas básicas com 30kg cada, totalizando mais de 7 toneladas de alimentos. Além dos itens de necessidade básica contidos nas cestas, estão sendo distribuídos para as famílias kits com máscaras reutilizáveis, álcool gel e materiais educacionais informativos, como forma de auxiliar na prevenção à pandemia pela Covid-19.

De acordo com César Murilo Souza, presidente da Associação de Moradores da Comunidade Quilombola Sutil, uma das comunidades beneficiadas pelo projeto, as doações representam muito para a população. “Só nesta comunidade contamos com o total de 70 famílias que receberão as cestas e temos certeza de que essa ação ajudará muito. Têm pessoas que devido à pandemia estão passando por mais necessidades e essa contribuição é fundamental neste momento”, afirma.

Segundo a moradora Marilda Gonçalves, essa é uma oportunidade de poder ajudar todos os membros da família. “Somos em 10 pessoas, fora meus netos. Com a cesta básica, todos serão ajudados também”, destaca.

Sobre o ST Gralha Azul

As obras do ST Gralha Azul passarão por 27 municípios do Centro-Sul e Centro-Oriental paranaense, movimentando cerca de cinco mil vagas de emprego ainda em 2020, para implementar mais de 1.000 quilômetros de linhas de transmissão no estado e 2.200 torres. As obras do Sistema de Transmissão Gralha Azul, da ENGIE, estão em execução no Paraná desde o mês de setembro de 2019. O projeto, que tem o investimento de R$ 2 bilhões, contempla a construção de cinco novas subestações de energia, cinco ampliações de subestações já existentes e quinze linhas de transmissão. O projeto deverá ser concluído em 2021, com a operação escalonada prevista para iniciar em julho.

Amo Curitiba
Paula Batista
Paula Batista Seguir

Jornalista, especialista em Ciência Política e Sociologia Política. Graduanda em Direito, trabalha na Agência de Notícias Lide Multimídia e atua comunicação há mais de 20 anos.

Ler matéria completa
Indicados para você