[ editar artigo]

Projeto de Curitiba recebe premiação nacional de combate a violação dos direitos de crianças e adolescentes

Projeto de Curitiba recebe premiação nacional de combate a violação dos direitos de crianças e adolescentes

Vídeo “preciso da sua ajuda”,  que faz parte do projeto Compartilhaí, traz apelo silencioso sobre a violência e já recebeu mais de 30 mil visualizações 

O projeto “Compartilhaí”, do Marista Escola Social Ecológica, que atende gratuitamente crianças e adolescentes em Almirante Tamandaré, no Paraná, recebeu no dia 18 de maio, o Prêmio Neide Castanhas, na categoria: Protagonismo de Crianças e Adolescentes. A premiação, que está em sua décima edição, tem como objetivo homenagear personalidades e instituições que, assim como Neide Castanha, se destacaram na defesa dos direitos humanos de crianças e adolescentes em todo o país. 

A iniciativa “Compartilha aí: educação comunicação e direitos” é desenvolvida no Marista Escola Social Ecológica e apoiado pela Fundação Banco do Brasil desde março de 2019. Os estudantes realizam encontros formativos e produção de conteúdos audiovisuais, além de oficinas com os pais e com a comunidade da região. “Estamos muito felizes, o prêmio é um reconhecimento do trabalho e da importante caminhada da educação e conscientização na defesa dos direitos das crianças e adolescentes, diz a diretora do Marista Escola Social Ecológica, Gillys da Silva. 

O vídeo ‘Preciso da sua ajuda’ que promove o debate sobre um tema importante para toda a sociedade: o abuso contra crianças e adolescentes e faz parte do projeto premiado, já teve mais de 30 mil visualizações no perfil do Instagram do prêmio. “Projetos como esse contribuem para que os jovens tenham acesso a informações necessárias, e para alertar a sociedade para essa realidade que ações de conscientização possam ajudar no enfrentamento a violência, seja ela: física, psicológica, sexual ou de qualquer outra natureza”, revela Raimunda Caldas Barbosa, especialista em Total Care da Rede Marista de Educação Básica.

O Grupo Marista por meio do Centro Marista de defesa da infância (CDMI) tem uma atuação histórica na defesa dos direitos das crianças e adolescentes em especial ao enfrentamento da violência sexual. Na mesma premiação Débora Reis, Analista do Centro de defesa (CEDIM) foi homenageada pelo fórum de Crianças e Adolescentes como uma pessoa que contribui com a qualificação no sistema de garantia de direitos.

Educação e defesa dos direitos

Atividades como essa são realizadas no cotidiano da escola, em que os alunos têm oportunidade de partilha e debate sobre o tema. “O audiovisual ajuda na conscientização, mesmo que seja a distância nesse momento”, revela Gillys.

Alana de Assis, de 15 anos, é uma das integrantes do projeto Compartilha aí. Ela acredita que o grupo promove a conscientização em todas as idades. “Quando falamos de uma maneira direta, por meio de vídeos e encontros, podemos passar para todos a mensagem de que nós temos direitos enquanto crianças e adolescentes e eles devem ser preservados”.

O aluno Adriano Valdecir Pires Junior, de 15 anos, também faz parte do projeto. Ele acredita que quanto maior o conhecimento dos adolescentes maior é a chance de propagação. “Temos a oportunidade de mudar os números e de melhorar o dia a dia de quem tem seus direitos violados”, revela.

O vídeo Preciso da sua ajuda está disponível na página do Facebook e canal do YouTube.  

Marista Escolas Sociais

Marista Escolas Sociais atende gratuitamente 7700 crianças, adolescentes e jovens por meio de 20 Escolas Sociais, localizadas em cidades de Santa Catarina, Paraná e São Paulo. Os alunos atendidos nas Escolas Sociais têm acesso a uma educação de qualidade e gratuita que vai desde a educação infantil até o ensino médio, além de projetos educacionais e pedagógicos que acontecem no período contrário às aulas. https://maristaescolassociais.org.br/

Amo Curitiba
Ler matéria completa
Indicados para você