[ editar artigo]

Curitiba é a terceira melhor cidade para fazer negócios imobiliários

Curitiba é a terceira melhor cidade para fazer negócios imobiliários

Urban Systems analisou oito indicadores e a capital paranaense está atrás apenas de São Paulo e Belo Horizonte; setor imobiliário reafirma o bom momento

De acordo com um estudo elaborado anualmente pela Urban Systems, o “Ranking das Melhor Cidades para Fazer Negócios” avalia desde 2014 as regiões do Brasil com maior oportunidade de crescer e cidades mais atrativas para o desenvolvimento de mercado. 

Na categoria de Construção Civil, Curitiba foi classificada como a terceira melhor do país, de acordo com a análise de oito indicadores. Entre eles, estão a geração de empregos e a demanda de novos empreendimentos nas cidades com mais de 100 mil habitantes. No ranking geral, que conta com 100 municípios, Curitiba está atrás de São Paulo e Belo Horizonte.

Em 2020, a capital paranaense apresenta indicadores superiores aos de 2019, mesmo com o impacto da pandemia do novo coronavírus sobre a saúde e a economia. O aumento de vagas de emprego no setor da construção civil é um destes parâmetros que, em setembro deste ano, registrou um crescimento de 10% em comparação a 2019 - de acordo com o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (CAGED). 

Observado também em São Paulo, Curitiba teve o mercado de imóveis aquecido no primeiro trimestre deste ano e, com a redução de lançamentos a partir do segundo semestre, houve uma demanda reprimida que gerou aquisição das unidades disponíveis no "estoque curitibano". 

Mercado imobiliário em Curitiba

De acordo com dados divulgados pela Associação Brasileira de Incorporadoras Imobiliárias (Abrainc), a venda de imóveis novos subiu 13,5% em setembro, na comparação com o mesmo período do ano passado. A comercialização de 13.438 unidades em setembro é a maior para um único mês desde maio de 2014, quando foram vendidas 14.116 unidades habitacionais.

Em Curitiba, o gerente regional do Grupo A.Yoshii, Erick Takada, também observa essa melhora. “O ano de 2020 foi desafiador para todos os setores. Diversos estudos apontam que o mercado imobiliário está sendo um dos pilares para a retomada econômica. Tanto na geração de empregos, quanto em lançamentos e crescimento do setor, observamos que há uma valorização e procura por imóveis, apesar da pandemia”, explica.

O Grupo A.Yoshii, que atua há 55 anos no mercado imobiliário, lançou em 2020 seis empreendimentos de alto padrão. Em Curitiba, o Talent, lançado em agosto, está com 70% das unidades comercializadas. Outros imóveis que a construtora possui na cidade, como o Maison Legend Ecoville, estão com todas as unidades vendidas.

“De forma geral, o ano foi bom para a construtora. Estamos nos consagrando no mercado curitibano. O cenário de juros baixos colocou muita gente no mercado e gerou aumento da demanda, bem como a considerável diminuição do estoque na cidade, incentivou-nos a adiantar o lançamento de um empreendimento. Chamado de Quintessence, será um imóvel de alto padrão, com ampla área de lazer no bairro Batel, que é uma das regiões mais valorizadas de Curitiba”, explica Takada.

 

Grupo A.Yoshii

Fundado há mais de 50 anos, o Grupo A.Yoshii construiu mais de 2 milhões de m² do sul ao nordeste do Brasil, entre obras industriais, edifícios corporativos e residenciais, escolas, universidades, teatros e centros esportivos. É composto pela A.Yoshii Engenharia, com sólida atuação em construções de edifícios residenciais e comerciais de alto padrão em Londrina, Maringá, Curitiba, e que prepara sua entrada na cidade de Campinas em outubro de 2019; pela Yticon Construção e Incorporação, que realiza empreendimentos econômicos, localizados em regiões de potencial valorização em municípios do Paraná e interior de São Paulo, e pelo Instituto A.Yoshii, voltado para a inserção social e a democratização cultural. www.ayoshii.com.br

Amo Curitiba
Ler conteúdo completo
Indicados para você