[ editar artigo]

Cresce a procura por curso de Engenharia Civil a distância

Cresce a procura por curso de Engenharia Civil a distância

Em dois meses, novo curso da Uninter teve mais de 350 matrículas; no Brasil, eram 16 mil estudantes em 2018

Acompanhando a retomada gradual da indústria da construção civil, os cursos de Engenharia Civil no ensino a distância (EAD) estão em alta. Nos dados mais recentes do Censo da Educação Superior, houve um aumento de 37% nos estudantes entre 2017 e 2018, chegando a mais de 16 mil em todo o Brasil.

Dois meses após o lançamento do curso de Engenharia Civil EAD, o Centro Universitário Internacional Uninter já conta com mais de 350 matriculados, por exemplo. “É uma profissão conhecida com procura em todo o país. Lançamos este curso pensando no profissional do futuro, que precisa ser cada vez mais criativo, inovador e autônomo”, explica a coordenadora do curso, professora Adriana Tozzi.

O projeto pedagógico foi elaborado de acordo com as novas diretrizes curriculares da Engenharia, lançadas em 2019 pelo Ministério da Educação (MEC). Os estudantes terão disciplinas básicas e específicas, atividades extensionistas, kits práticos, laboratórios virtuais e vídeos em 360 graus, que podem ser acessados com óculos de realidade virtual.

Os kits práticos são enviados para os estudantes e podem ser utilizados nas disciplinas de física, química, construção civil, planejamento de obras, saneamento ambiental, mecânica, entre outras. “Para facilitar a aprendizagem sobre processos construtivos, por exemplo, os alunos recebem um kit de alvenaria estrutural e outro de vedação quando chegam à disciplina de Construção Civil. Dessa forma, eles conseguem reproduzir construções em pequena escala e repetir os experimentos quantas vezes forem necessárias”, pontua.

Além disso, estão programadas 360 horas de atividades de extensão na comunidade e 160 horas de estágio obrigatório. “Os estudantes estão amparados com tudo o que precisam para atuar com sucesso no mercado de trabalho. Nosso objetivo é formar profissionais capazes de solucionar os problemas de infraestrutura existentes no país e conscientes da importância de reduzir o impacto da atividade de construção no meio ambiente”, explica Adriana.

Amo Curitiba
Ler conteúdo completo
Indicados para você