[ editar artigo]

A importância da hidratação na prática de exercícios físicos

A importância da hidratação na prática de exercícios físicos

De acordo com vários autores, cerca de 60% de nossa composição corporal é feita de água, e em nossos músculos esse valor cresce um pouco mais (em torno de 75%). A água dá forma e estrutura para as células, está presente em todas as reações químicas do corpo, regula a temperatura corporal e facilita o transporte de oxigênio e nutrientes em nosso organismo.

O importante papel que a água exerce em nosso corpo fica mais evidente quando praticamos exercícios físicos, visto que perdemos uma grande quantidade deste líquido por meio do suor. Assim, a correta hidratação traz benefícios para a saúde, poupando o organismo e melhorando a performance específica. A perda de 10% da água corpórea pode levar a distúrbios graves, como tonturas, dificuldades de concentração, espasmos musculares e problemas renais. E se a perda for superior a 20%, pode ser fatal.

Para evitarmos a desidratação, devemos lembrar sempre dos horários mais indicados para a prática esportiva ao ar livre, que seriam o início da manhã e final da tarde. Outras recomendações são evitar exercícios físicos prolongados em dias com temperaturas elevadas, optar por uma vestimenta leve e confortável e nunca esquecer de ingerir água ou isotônicos (bebidas esportivas) durante a prática (para atividades que ultrapassam uma hora de duração e/ou alta intensidade com sudorese excessiva). Bebidas isotônicas são responsáveis pela reposição de eletrólitos, que são uma combinação de sódio, potássio e outros nutrientes eliminados no suor.

A forma mais indicada para manter o corpo hidratado em sua rotina de exercícios físicos é ingerir em média 500 ml de líquidos duas horas antes da prática, evitando refrigerantes, sucos excessivamente ácidos, bebidas alcóolicas e bebidas quentes, 100 ml de água ou isotônico a cada 20 minutos de exercício físico contínuo e manter a hidratação duas horas após o término da atividade - neste caso o ideal é não chegar ao estado da sensação de sede (pois a sede é um indicativo de desidratação). Em casos de falta ou ausência de bebidas isotônicas, opte por bebidas geladas e com uma leve quantidade de açúcar, pois neste caso elas auxiliam o processo de reidratação.

Autor: Eduardo Emilio Lang Marés da Costa é professor especialista nos cursos de Licenciatura e Bacharelado em Educação Física do Centro Universitário Internacional Uninter.

Amo Curitiba
Guia Amo Curitiba
Guia Amo Curitiba Seguir

Tudo que você precisa saber sobre essa cidade maravilhosa de se viver!

Ler matéria completa
Indicados para você