Atividades
  • Notificações
  • Tags
  • Favoritos
Nenhuma notificação

13ª edição do Concurso Internacional de Piano Edna conhece seus vencedores

13ª edição do Concurso Internacional de Piano Edna conhece seus vencedores
Zelig Digital
jun. 7 - 5 min de leitura
0 Curtidas
0 Comentários
0

Ganhador da categoria principal foi o pernambucano da cidade de Gravatá, Luís Felipe Oliveira 

Após quatro dias e mais de 20 horas de audições, a 13ª edição do Concurso de Piano Profª Edna Bassetti Habith conheceu, no último domingo (05), os seus vencedores nas suas quatro categorias. Sob a avaliação dos jurados José Luis Juri, Danieli Longo e Jeferson Ulbrich, os 53 candidatos apresentaram seus repertórios, na Capela Santa Maria, em uma disputa de 27 mil reais em prêmios. 

O vencedor da categoria principal (19 a 27 anos) foi o pernambucano de Gravatá, Luís Felipe Oliveira. No repertório escolhido pelo pianista obras de Bach, Beethoven, Chopin e Villa Lobos. Além do prêmio de 6 mil reais, Luís Felipe também ganhou uma viagem para a cidade argentina de Bariloche para participar do “Encuentros Internacionales de Piano", que acontecerá em janeiro de 2023. Em fevereiro deste ano, Luís Felipe ganhou, em Coimbra, o prêmio Mozart Special Prize dentro do VII Coimbra World Piano Meeting. 

Para Luís Felipe, mais importante que a premiação é a chance de estar com outros pianistas compartilhando experiências. “Aqui os candidatos não se sentem concorrentes, são amigos. Tocar numa sala como a Capela Santa Maria, onde tantos nomes importantes da música já estiveram  é uma oportunidade fantástica”, disse Luís Felipe.

Vencedores - Na categoria mais disputada, com 23 participantes de 19 a 27 anos, Luís Felipe Oliveira de Gravatá (PE) foi o vencedor, o segundo lugar ficou com Jordan Alexandre Pereira (São Paulo - SP) e o terceiro com João Pedro Camargo (São Paulo - SP). Ainda foram premiados Emilly Alberto (Melhor Intérprete de Bach), João Pedro Camargo (Melhor Obra Romântica), Jordan Alexandre Pereira (Melhor brasileiro/Prêmio Leilah Paiva), Filipe dos Santos Alexandrino (Prêmio Camargo Guarnieri e Isabella Brill (Prêmio Revelação)

Na categoria 15 a 18 anos, o primeiro lugar ficou com Matheus Enzo de Faria Oshiro (São Paulo - SP). Em segundo lugar Nicolas Zaghi (Santo André - SP) e em terceiro Francisco Harzheim Petracco (Porto Alegre - RS). O boliviano, de La Paz, Facundo Chavez Auzza recebeu o prêmio de Melhor obra clássica. Também foram premiados o paulistano Paulo Henrique Alves Cavalcante de Barros (Prêmio Camargo Guarnieri) e a paraguaia, de Central, Romina Luján Peralta Valiente (Prêmio Estímulo).

Na categoria 11 a 14 anos,  Estêvão Medeiros Gomes (Serra - ES) foi o vencedor, o segundo lugar ficou com Stella Chiuratto Pelosini (Votorantim - SP) e o terceiro lugar com Gabriel De Faria Beck (São Paulo - SP). Também foram premiados Samuel Américo Nogueira (Prêmio Leilah Paiva - Melhor Intérprete De Música Brasileira), Sophia Tessaro Fiaschi (Prêmio Estímulo), Miguel Mochizuki Silva (Prêmio Revelação) Samuel Américo Nogueira e Paulo Arnaldo Colturato Duarte (Menção Honrosa).

Na categoria 07 a 10 anos, Olívia Tebaldi (Vitória - ES) foi a vencedora, em segundo lugar ficou Vincent Bai (São Paulo - SP), o terceiro lugar ficou com Sara de Vasconcelos Canal (Vila Velha - ES). Também foram premiados Inácio Wildt (Melhor intérprete de Bach), Sara de Vasconcelos Canal (Prêmio Homenageado - Melhor Intérprete de Camargo Guarnieri),

Rebeca Gomes Paulino (Prêmio Leilah Paiva - Melhor Intérprete De Música Brasileira), Henrique Scremin Miranda (Prêmio Estímulo), Olívia Tebaldi (Prêmio Melhor Intérprete de Música do século XX). Menção Honrosa para Rebeca Gomes Paulino, Isabella Barufe Ribeiro e Inácio Wildt.

Sobre Edna Bassetti Habith (1948-2002) - Foi professora de piano e órgão, durante 28 anos, na Escola de Música e Belas Artes do Paraná (EMBAP), dedicando seu talento à missão de ensinar. Natural de Curitiba, era filha do casal Waldemiro-Almelinda Bassetti. Estudou no Colégio Nossa Senhora de Lourdes (Cajuru) onde concluiu o curso de Normalista em 1967. Em paralelo, recebeu as primeiras lições de piano com a Professora Glacy Gotardello e ingressou no curso fundamental da Escola de Música e Belas Artes do Paraná (1959), concluindo o mesmo como aluna da classe da professora Ingrid Seraphim.

Realização e apoios - Realizado pela Unicultura com apoio Instituto Curitiba de Arte e Cultura (ICAC), Habith-se, Rodoparana, Porto Camargo e Embap. O projeto foi viabilizado pela Uninter através do Programa de Apoio e Incentivo à Cultura da Fundação Cultural de Curitiba e da Prefeitura Municipal de Curitiba.

Mais informações no site https://concursodepiano.com.br/


Denunciar publicação
0 Curtidas
0 Comentários
0
0 respostas

Indicados para você